Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




De regresso.

por Rosa ou Azul, em 23.09.13

Estamos de regresso das nossas mini-mini-férias. Foram 4 dias, apenas.

E passaram a correr, como acontece sempre que estamos de férias, não é verdade?

Demos um pulinho até Amesterdão.

Aproveitámos para perceber como é difícil viajar de avião com um bebé de 22 meses.

A viagem para lá foi inesquecível. Sobretudo, para os senhores que iam sentados perto de nós :)

O Lourenço passou a viagem a gritar. Não queria estar quietinho no mesmo sítio, só isso...!

Nenhum brinquedo, nem nenhuma palhaçada, o faziam parar.

Sinto que transpirei como se tivesse passado aquelas 3 horas a cavar ao sol! Nem dei pelo tempo passar.

Para cá, foi diferente (felizmente). Vinha calminho, adormeceu, e não fossem as dores de ouvidos quando a altitude começou a baixar, e tinha sido uma viagem perfeita!!!

 

Amesterdão...que cidade gira :)

Diferente, boa onda, com pessoas giras e arranjadas.

Lojas fantásticas (não falo nas coffeeshops, 'tá?). De brinquedos, de loiças, de artigos para festa.

O Lourenço ganhou uns presentinhos giros.

A cidade é óptima para andar com carrinho de bebé (com cuidadinho, porque os milhares de ciclistas não param!) mas péssima para dar de comer a uma criança.

Valeu-nos o facto do Lourenço ser bom garfo!

Há restaurantes argentinos, gregos, italianos, indonésios, espanhóis....holandeses, é que nem por isso.

Havia (uma espécie de) sopa em alguns, raros, e foram sempre esses que frequentámos!

Fizemos muitos, mesmo muitos, quilómetros a pé, passeámos de barco, palmilhámos ruas e ruelas.

Percebemos que afinal, é mesmo fácil viajar com um bebé.

Ainda que tenhamos que mudar fraldas em bancos de jardim (pois, fraldários por lá, só encontrámos num restaurante! o mesmo das sopas, curiosamente...), ou no próprio carrinho.

Ainda que se tenha que andar com uma mala cheia de fraldas, roupas extra e toalhitas.

 

Viajar com um bebé é dá-lo a conhecer ao Mundo e dar-lhe o Mundo a conhecer.

 

Só pode, por isso, ser uma experiência a repetir (num futuro próximo, espero!).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:25




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D


Quantos já se perderam por aqui