Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estórias da nossa história....

por Rosa ou Azul, em 09.04.13

 

Quando esta foto foi tirada, estava longe de conhecer o meu Bebé. Faltavam ainda umas boas semanas.

A praxe ditava que na barriga se pusesse o laço rosa para menina, azul para menino.

Quando dissemos que não sabíamos o sexo, e depois dos habituais "A sério? Como é que aguentam? E têm preferência?", achámos que então quereríamos uma foto com 2 laços...um rosa e um azul.

Mas no fundo, o meu dedito a apontar timidamente para o rosa, está ali contrariado...

Não que não gostasse de ter uma menina (aiii, imagino os lacinhos, os vestidinhos, e tudo e tudo), mas eu sabia, como sempre soube que era um menino.

Não sei como. Não sei porquê. Mas sabia. SENTIA!

Não tinha preferência, e fiz questão de o dizer sempre até ao fim. Não tinha, de facto.

Mas a cada peça de roupa, a cada mantinha, a cada peça de decoração para o quarto, eu imaginava "o meu menino com X, Y ou Z"!

A 1ª roupa foi branca e azul bebé. Até porque numa menina, ficaria igualmente bem... Mas quando a comprei, pensei: O Lourenço vai ficar um amor.

 

Tenho saudades da barriga de grávida, de o sentir só meu, de lhe sussurrar segredos nossos, e de cantar para ele nas minhas viagens de carro.

Tenho saudades do brilho da gravidez, do planeamento da sua chegada, e do momento em que confirmei as minhas expectativas.

Saudades deste estado de graça...que não acabou. Bem pelo contrário..foi superado pela alegria, sorriso e presença deste Pequeno Príncipe chamado Lourenço!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:43

Já nasceu o Lourenço!

por Rosa ou Azul, em 27.11.11

 

A 23/11, pelas 14h42m, nasceu o Lourenço.

Um bebé lindo, com 3,790kg, 49,5cm, Índice de Apgar 10/10 e uns belos pulmões!

Nasceu de cesariana e tudo correu pelo melhor.

O antes - eu e o Papá estávamos com alguma ansiedade mas mantivémos sempre a calma e estávamos, acima de tudo, felizes, por saber que íamos conhecer o nosso baby.

O durante - apesar de sempre imaginar um parto normal e não uma cesariana, cedo percebi que o momento não ia perder a sua magia.

Foi único. O Papá esteve sempre comigo, e quando a médica já tinha puxado o Lourenço até à cintura, disse ao Papá para espreitá-la a tirar o resto e ver o sexo do bebé. E uma Mãe nunca se engana. Sempre achei desde início que era um menino. Não o disse mais vezes para "não parecer mal", porque ficaria igualmente feliz com uma menina. Quase podia parecer preferência, dizer que "sentia que era um menino"! A verdade é que o instinto Incrivelmente, não falhou!

O depois - O pós operatório não é fácil, sobretudo pela pouca mobilidade que se tem. Mas tem sido melhor do que pensei. Cá vou suportando as dores (menos a cada dia que passa) e que forma melhor para as suportar, do que olhar para o meu Pequeno Príncipe!

 

A maternidade é linda. Única. Inexplicável.

De nada adianta tentar exteriorizar o que se sente....no fundo, quem já passou por isso, saberá...e que ainda não passou, para já não compreenderá.

 

Vou dando notícias do meu baby-boy. À medida que o tempo "livre" for permitindo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:04

Acho muita graça (not)

por Rosa ou Azul, em 10.10.11

Acho muita graça (not) a algumas pessoas que me perguntam: Mas não sabem mesmo o sexo do bebé? Ahhh, de certeza que já sabem! E se soubesses, contavas?!

 

Minhas queridas e meus queridos (que fazem estas perguntas ou que isso passa pela vossa imaginação), eu lamento informar-vos que sou eu e o F. que queremos ser surpreendidos. Que trocámos 9 meses de curiosidade, pela magia e emoção de saber o sexo no momento do parto. Que aguentámos juntos a pressão social de tanta gente a perguntar "é menino ou menina?". Que decidimos que importante sim, é saber se o nosso bebé é saudável, se cresce na medida certa e se é perfeitinho, e que o sexo é indiferente, porque iremos amá-lo incondicionalmente.

 

Portanto, somos nós que queremos a surpresa. (não vocês pessoinhas-que-gostam-de-dar-bitaites-sobre-tudo*, certo??)

Se eu soubesse o sexo do bebé, não teria qualquer problema em dizê-lo. A verdade é que não sei. Porque não quero.

 

Get a life....bahhhh

 

 

*E essas pessoinhas-que-gostam-de-dar-bitaites-sobre-tudo até podem nem ler o blog....mas fica o desabafo! Ehehhe

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:45

Divagações...

por Rosa ou Azul, em 21.08.11

 

Às vezes imagino-te um menino.

Imagino-te a aprender a jogar futebol, a querer ter mil carrinhos e motas para brincar.

Imagino-te a vestir pólos de "homem" e camisinhas de riscas com mangas arregaçadas.

Imagino-te a gostar de berlindes, piões e outros que tais.

E imagino-te um verdadeiro menino da mamã.

 

Outras vezes, imagino-te uma menina.

Com roupas floridas. Ou com bolinhas, como tanto gosto.

Imagino-te com ganchos (quando tiveres cabelo que o justifique, claro está!) e lacinhos.

Imagino-te vaidosa. A gostar de ballet e afins.

E imagino-te uma verdadeira menina do papá.

 

Pouco falta para sabermos se és um/a menino/a e a cada dia que passa, apesar da ansiedade tender a aumentar, temos a certeza que o fundamental é que venhas com saúde, porque o azul ou o cor-de-rosa, pouco relevante nos parece!!!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:16

Do meu estado de graça.

por Rosa ou Azul, em 31.05.11

Estar de bebé é uma felicidade imensa. Imensa. Imeeennssaa.

É uma alegria que não se consegue mensurar. Um sentimento estranhamente grande em que parece que toda a felicidade do mundo, cabe no nosso pequeno coração!!!!

 

E é muito bom, quando percebemos que também as outras pessoas ficam felizes por nós. Por saber que era algo que queríamos e por Deus nos ter concedido esta benção.

 

Porém (digam lá....já vem esta reclamar!), também é preciso uma boa dose de paciência para alguns comentários das pessoas.

 

Optei (entenda-se, optámos) por não querer saber o sexo do bebé. Ponto final.

Não nos interessa.... Pode parecer um lugar comum, mas o importante é mesmo que venha com muita saúde e seja uma criança rodeada de amor e alegria (vááá...e mimos!!).

É uma opção. Como escolher não ter filhos. Escolher ter um. Ou dois. Ou três. Ou escolher querer conhecer o sexo do bebé durante a gravidez.

Uma opção pessoal.

 

Mas, cada vez que o digo às pessoas, disparam logo um: E como é que vais comprar roupa?? E o quarto??

WTF?!?!

Estarão familiarizadas com cores como o amarelo, o laranja, o branco, o beje, o verde, o vermelho, etc?

E que mal tem uma menina de azul? Ou um menino de rosa? Tenho que vestir o meu bebé de acordo com o que alguém instituiu? Ou de acordo com os meus gostos e os do Pai?

 

Queremos guardar a surpresa para o fim....afinal "a espera do prazer, é por si só um prazer"!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:50

Tabela Chinesa

por Rosa ou Azul, em 04.09.10

 

Esta tabela "prevê" (?!) o sexo do bebé!

 

Curiosamente, eu sempre achei que o meu primeiro filho seria um rapaz.

Coisa de miúda ou pressentimento, não sei.

Mas sempre achei que viria um menino primeiro!

 

Segundo esta tabela, se engravidar em qualquer um dos próximos meses até Abril 2011, terei um menino :)

Ehehehhe

Vamos ver!!!!!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:02



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D


Quantos já se perderam por aqui